27 de abril de 2017

Câmeras filmam suposto ladrão em condomínio de Rio das Ostras ( vídeos)


Polícia descobre central de bingo clandestino e apreende 17 caça-níqueis em Macaé

Máquinas foram apreendidas em bingo clandestino no Miramar, em Macaé (Foto: Polícia Militar/Divulgação)
A Polícia Militar descobriu uma central de jogos de azar e apreendeu 17 máquinas caça-níqueis
 no Miramar, em Macaé. O local funcionava na Rua Salomão Ginsburg e foi fechado na noite 
desta terça-feira (25). O responsável pela central não foi encontrado, e cinco testemunhas foram
 à 123ª Delegacia de Polícia para prestar esclarecimentos.
A ação foi por volta das 22h após denúncias anônimas sobre bingo clandestino. Segundo a 
Polícia Militar, os jogadores disseram que a mulher responsável pela central havia fugido pouco 
antes da chegda dos agentes; ela não foi localizada.

Combate à Hipertensão Arterial mobiliza Rio das Ostras

Município chama atenção para prevenção e tratamento da doença no Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial

Nesta quarta-feira, 26 de abril, Dia Nacional de Combate à Hipertensão Arterial, a Praça José Pereira Câmara, no Centro de Rio das Ostras, reuniu centenas de pessoas em evento da Secretaria de Saúde que chamou atenção para a doença. Quem esteve no local pôde aferir a pressão e participar de atividades físicas e informativas.

A equipe de saúde orientou a população quanto às características e tratamento da hipertensão arterial e alimentação saudável. Em seguida, as pessoas passavam à aferição da pressão arterial. Quem apresentava alteração na normalidade da pressão era levado para uma nova verificação e, em caso de necessidade, encaminhado ao médico.
O clima era de animação para promover a saúde: a população participou de atividades físicas, orientadas por fisioterapeuta e animadas por música.

Léa Sampaio, de 72 anos, esteve no evento para aferir a pressão. Ela é hipertensa e toma os medicamentos para controle da doença.
“Eventos como esses são importantes porque muita gente tem a doença, mas não apresenta nenhum sintoma”, diz a moradora do Centro.

A iniciativa da Prefeitura também foi elogiada por Maria Celeste Caldas, de 66 anos. Hipertensa, a moradora de Cidade Praiana mantém sua pressão sob controle com remédios, acompanhamento de saúde e atividades físicas rotineiras. Ela recebe tratamento pela Rede Municipal de Saúde e ainda participa das atividades dos programas de saúde e esportivos do Município.
“Além do tratamento médico e com fisioterapeuta, eu faço caminhada, ginástica, dança e natação. Também pego meus remédios na Farmácia Municipal. Esse evento é tudo de bom porque a gente tem que se cuidar”, opina Maria Celeste.

O evento foi promovido pela Prefeitura em parceria com a Cruz Vermelha e escola técnica Destake.

HIPERDIA - Os profissionais também informaram à população sobre o Programa de Controle da Hipertensão e Diabetes – Hiperdia, da Secretaria Municipal de Saúde, que promove reuniões às quartas-feiras, às 9h, no Centro de Saúde da Extensão do Bosque. Atualmente, o Hiperdia, que conta com equipe multiprofissional, atende a cerca de 5.600 munícipes.

Tragédia grega é atração desta sexta, dia 28, no Teatro Popular de Rio das Ostras

Última tragédia da Trilogia Tebana, “Antígona”, escrita por Sófocles, coloca em discussão o conceito de justiça.  A peça, com trilha musical inédita, terá duas apresentações nesta sexta-feira, dia 28, às 19h e às 21h, no Teatro Popular de Rio das Ostras. A direção é de Beatriz Rhaddour, que faz a adaptação do texto junto com Marília Misailidis.


Movida pelo amor familiar, Antígona deseja enterrar o irmão morto em combate ao atacar a cidade de Tebas, mesmo sabendo que o atual Rei, Creonte, proibiu o sepultamento do cadáver. Tendo ciência das consequências de seus atos, Antígona enfrenta a lei para buscar o destino que ela considera justo para o cadáver do irmão.

Mesmo sendo princesa de Tebas, Antígona não escapa de seu destino trágico. O Rei, tirano absoluto, também sofre por ser intransigente, principalmente por não escutar os cidadãos tebanos.

         O espetáculo é construído com alicerce em questionamentos atuais, levando o espectador a entender que na sociedade grega clássica, berço das tragédias, havia restrição dos direitos femininos. As mulheres eram consideradas homens incompletos. É essa cultura que direciona as tomadas de decisões tanto do Coro, personagem coletivo representante da voz dos cidadãos, quanto de Creonte, soberano de Tebas.

Contando com um repertório composto especialmente para esse espetáculo, as músicas têm o objetivo de atingir a emoção do público e, ao mesmo tempo, dar voz às questões mais latentes que envolvem o tema na atualidade.

Ficha Técnica:


Direção: Beatriz Rhaddour

Adaptação: Beatriz Rhaddour e Marília Misailidis

Direção Musical e produção: Diego Timbó

Assistente de Produção: Victor Pinto

Composições: Diego Timbó e Doralyce Gonzaga

Interpretação: Anaterra Oliveira, Arthur Manhães, Eduardo Peixoto, Herika Sodré, Victor Pinto

Realização: A Ponte Coletivo em parceria com Uno Criativo


SERVIÇO:

Antígona
Data: 28 de abril, sexta-feira
Horários: 19h e 21h
Local: Teatro Popular de Rio das Ostras
Avenida Amazonas, s/nº - Centro
Ingressos a R$ 20 e R$ 10 (meia)

Secretaria de Saúde de Rio das Ostras orienta pais sobre alimentação das crianças

Grupo estimula o aleitamento materno e informa sobre introdução de alimentos saudáveis

Em Rio das Ostras, pais de crianças até dois anos de idade, além daquelas que apresentam necessidades especiais, como alergia e intolerâncias alimentares, recebem orientação especial da Secretaria Municipal de Saúde. Os temas relacionados à alimentação são debatidos em grupos de apoio, que se reúnem no Posto de Saúde Dona Edimeia, em Nova Esperança.

A nutricionista Tatiana Miliante, da Secretaria de Saúde, faz parte da equipe que realiza o trabalho. Ela lembra que a alimentação tem papel fundamental sobre a saúde física, psicológica e social da criança. Sendo assim, o sucesso da alimentação complementar depende não somente do que é servido, mas também de como, quando, onde e por quem é servido, como preconiza a Organização Mundial de Saúde.
“O estímulo ao aleitamento materno exclusivo até o sexto mês de vida, aliado à introdução da alimentação complementar adequada até o segundo ano de idade, são determinantes na formação de hábitos alimentares mais saudáveis e, com isso, geramos crianças mais felizes”, explica Tatiana.
Erinete Costa é uma dessas mães zelosas. Ela se preocupa com a alimentação do seu pequeno Lucas, de 1 ano e 9 meses. Lucas recebe leite materno e outros alimentos, mas os exames apontaram alteração na taxa de colesterol, por isso, a criança foi encaminhada ao grupo pela pediatra da Rede Municipal.
“Seguindo orientação eu já alterei a alimentação dele porque estava errada, mesmo. Cortei alguns alimentos e estou acompanhando. No grupo, aprendi coisas novas. Foi muito importante ter vindo”, conta Erinete, atenta à saúde do filho.
Os pais e responsáveis recebem também apostila e material informativo sobre o tema.
Tatiana conversa com os pais sobre aspectos importantes da nutrição, que está ligada ao comportamento da família toda. “O alimento não pode ser uma recompensa ou uma relação de troca para que a criança consiga o que quer. O momento da alimentação deve ser agradável, de preferência em família, e estar dentro de uma rotina normal da criança”, disse a nutricionista.
EQUIPE - Os grupos acontecem quinzenalmente no Posto de Saúde Dona Edimeia, intercalados com a agenda de reuniões de acolhimento do Follow-up (serviço de acompanhamento e orientação dos responsáveis quanto à saúde das crianças pequenas).
O trabalho conta com a participação de toda equipe do Programa Saúde da Criança – nutricionista, fisioterapeuta, pediatra, enfermeiros e técnicos de enfermagem –, além dos profissionais do Posto de Saúde Dona Edimeia. 

Prefeitura de Rio das Ostras realiza reparos nos acessos a Avenida do Abricó

Acessos não pavimentados estavam com formação de degraus que dificultavam passagem de veículos


O trabalho feito pela Secretaria de Manutenção de Infraestrutura Urbana e Obras Públicas de Rio das Ostras vem se intensificando em várias localidades. No início desta semana, uma equipe da secretaria realizou reparos nos acessos não pavimentados entre a Rodovia Amaral Peixoto e Avenida do Abricó.


Segundo o secretário da pasta, Nilton Teixeira, esses acessos não pavimentados, como  o que fica em frente à Rua Santa Catarina, por exemplo, precisavam de reparos para facilitar a transposição de veículos da rodovia para a avenida e vice versa.

“Com o passar do tempo, formaram-se degraus no solo com o limite do pavimento nas entradas e saídas. Esse problema também acaba formando bolsões de água nos dias de chuva, dificultando assim o acesso dos motoristas, podendo causar acidentes em virtude da desaceleração brusca dos veículos”, ressaltou.

EROSÃO -  Já em relação ao problema de erosão e avanço do mar na Praia do Abricó, o secretário informou que já teve encontros com técnicos do CREA, que já visitaram a localidade para avaliar as condições. De acordo com Nilton Teixeira, serão feitos estudos, monitoramento e modelações matemáticas para confecção de propostas que solucionem a situação.

“A costa na Praia do Abricó é extensa e há um ponto custoso, que é o monitoramento das ondas e leito marinho. Os técnicos precisam fazer um levantamento de dados e as leituras para, primeiramente, fazer modelação matemática com vistas à elaboração de projeto básico.  Qualquer movimento que se faça no mar, pode refletir em outros problemas dentro do arco praial que começa no Iate Clube de Rio das Ostras e vai até Búzios, assim precisamos que tudo seja bem analisado”, completou.

Na primeira quinzena de maio, haverá uma nova reunião com técnicos do CREA  e outros especialistas, onde serão apresentadas propostas objetivando a elaboração do projeto básico e orçamentos.

Prefeitura de Rio das Ostras debate segurança nas unidades de Ensino

Durante encontro, realizado na sede da Secretaria de Educação, diretores apresentaram suas demandas

Na tarde desta segunda-feira, dia 24, o secretário de Segurança Pública, Tenente Coronel PM Eduardo; a secretaria de Educação, Maria Lina Paixão; e diretores de todas as unidades de ensino da Rede Municipal se reuniram, na sede da secretaria de Educação, em Extensão do Bosque, para debater a segurança nas escolas. 

Durante o encontro os diretores apresentaram suas demandas e debateram medidas preventivas para a segurança dos alunos. Para o secretário de Segurança Pública, o encontro contribui para aproximar a Guarda Municipal da comunidade escolar. “É fundamental termos essas reuniões sempre. Vamos intensificar a Ronda Escolar já no início de maio. Hoje contamos com 128 guardas nas unidades escolares. Nosso foco é nas escolas”, ressaltou. 

“Podemos melhorar a segurança em nossas unidades de ensino. Esse trabalho deve ser em conjunto com outras secretarias e com a Polícia Militar. Estamos aqui para escutar nossos diretores e professores”, declarou a secretaria municipal de Educação, Maria Lina Paixão. 



RESUTADOS – 
Após um mês do início da Ronda Escolar, os diretores das unidades de ensino já notaram os resultados das ações desenvolvidas pela Guarda Municipal.

“Houve uma significativa melhora. A Guarda Municipal impõe respeito nas unidades. Desde o início do ano temos um guarda presente na escola. Pequenos roubos em nosso entorno também diminuíram”, afirmou Angélica Batista, diretora da Escola Municipal Ernestina Pereira Jorge, em Nova Cidade.


PROJETOS SOCIAIS – Na reunião o secretário de Segurança Pública voltou a lembrar da importância dos projetos sociais para combater a criminalidade e fortalecer os vínculos dos estudantes com suas escolas. “Precisamos combater a evasão escolar e afastar nossas crianças e jovens da marginalidade por intermédio do esporte e de ações sociais”, enfatizou. 

A Secretaria de Segurança Pública colocou à disposição dos diretores das unidades de ensino instrutores da Guarda Municipal de capoeira, karatê, jiu-jitsu, judô e kung-fu, além de Música e Educação para o Trânsito. “Queremos trazer os estudantes de volta para as salas de aula e aproximá-los da Guarda Municipal. Estes instrutores podem receber uma bolsa e atuar junto aos estudantes”, completou o Tenente Coronel. 

De acordo com os secretários de Segurança Pública e de Educação, outra ação fundamental para a segurança das unidades é o trabalho desenvolvido pela Polícia Militar por intermédio do Proerd - Programa Educacional de Resistência às Drogas, que conta com a parceria da Prefeitura de Rio das Ostras.

A previsão é de que este Programa retorne às escolas da Rede Municipal ainda neste primeiro semestre.


PRESENÇAS - Também participaram da reunião o Diretor da Guarda Municipal, GM Marco Antônio; e a Subsecretária Pedagógica de Rio das Ostras, Célia Sarzedas Salvador. 

Atafona por água abaixo

Resultado de imagem para Atafona por água abaixoEla se lembra de ter ido dormir e acordar com a casa sendo levada pelo mar. No primeiro momento, não sabia se chorava ou se corria para salvar os pertences arrastados pela água. Daí em diante, o mar foi só tomando conta. A história da vendedora de peixe Pedrina Bueno é apenas uma de muitas perdidas nos escombros do Pontal de Atafona, distrito de São João da Barra, no Norte Fluminense. Desde os anos 1970, o lugar sofre com o avanço do mar, que afeta casas de moradores e veranistas. O problema parece ter se acelerado, segundo relatos locais, e não há solução à vista.
Pedrina viveu um tempo de favor na casa de amigos até conseguir uma casa em outro bairro. Ela se lembra do clube e do posto de gasolina (muito conhecido por ser o único na cidade), ambos destruídos pelo mar.
— Não consegui salvar quase nada, e o que restou foi apenas a recordação. As paredes caíram, e tudo foi por água abaixo — conta.
Resultado de imagem para Atafona por água abaixoEspecialistas observam o fenômeno há anos. Um estudo do Departamento de Geografia da Universidade de São Paulo levanta três hipóteses como causas do problema em Atafona. A primeira se baseia no acúmulo de sedimentos na foz, que enfraqueceu a força da correnteza do Rio Paraíba do Sul e provocou a sobreposição do mar ao rio.
Outra hipótese é a mudança das correntes marinhas, que contribuem para a erosão. Por fim, a praia pode estar sofrendo desmoronamentos regressivos na subsuperfície, o que contribui para aumentar muito rapidamente o nível médio do mar.
Resultado de imagem para Atafona por água abaixo— Esse processo erosivo sempre existiu, mas não acentuado como está hoje. Muitos dizem que a solução para o pontal pode ser um quebra-mar, e isso realmente pode ser feito. Mas, toda vez que mudamos uma corrente marinha, ela vai para outro lugar. Pode até resolver o problema aqui, mas vai prejudicar outro local — afirma o geógrafo Alex Ramos, do Espaço da Ciência.
O tema está no cotidiano dos moradores. Para alguns, é a natureza no comando.
Imagem relacionada— O mar está levando o que é dele. O ser humano só destrói — opina o lavrador Ivaldo Silva, de 58 anos, que já perdeu uma casa.
São cerca de três metros a menos de faixa de areia a cada ano. O processo se intensifica de novembro a março, quando a maré aumenta e, com ela, o nível do mar.
— Atafona já foi muito bonita. Vinha gente de fora para conhecer. Agora, eles vêm mais para ver a destruição ou visitar parentes que ficaram por aqui —lamenta o pescador Jorge Gonçalves, que tem o mar como parceiro há 36 anos. — Quase ninguém mais vive da pesca, dependendo do Rio Paraíba do Sul pra sobreviver.
FALTA DE VERBAS
Imagem relacionadaO mar é, ao mesmo tempo, cúmplice e destruidor na vida dos pescadores da região. E as autoridades locais não têm conseguido frear a situação. De acordo com a prefeitura de São João da Barra, o município não é capaz de arcar com os gastos de um projeto para conter o avanço do mar.
“Estudos efetuados pela Secretaria de Portos, por meio do Instituto Nacional de Pesquisas Hidroviárias, que mostra a viabilidade de contenção a um custo em torno de R$ 130 milhões a R$ 190 milhões, foge às condições do município”, informou a assessoria da prefeitura, por e-mail.
Imagem relacionadaO órgão informou, ainda, que buscará junto ao Governo Federal recursos para viabilizar o Anteprojeto de Proteção e Restauração de praia de Atafona, já pronto, mas que não foi à frente, segundo a prefeitura, por falta de verbas.
— Com vários processos feitos para desvio de água para abastecer cidades vizinhas, o rio passou a jogar o acúmulo de sedimentos no mar. Tudo isso contribuiu para o processo erosivo. O maior problema é o Rio Paraíba do Sul. Ninguém toma providência. O rio está acabando — afirma Jorge Gonçalves.
Dentre as várias hipóteses sobre a erosão marinha no pontal, a moradora Silvana Gonçalves, de 36 anos, prefere acreditar que é um fenômeno natural.
— É gostoso ouvir o barulho do mar aqui do lado. Não tenho medo. Deus sabe de todas as coisas. O que é do mar, é do mar. A natureza não tem explicação.
Outra moradora, Silvana Lisboa, reside em uma casa tomada pela areia, com seus dois filhos. Seguiria ali pelo resto da vida “se não fosse esse rebuliço do mar”. Ela já encontrou a moradia desabitada, há três anos. Nem sequer sabe quem é o verdadeiro dono.
Imagem relacionada— Esta casa devia ser de veranista que acha que perdeu a casa nos escombros. Eu ocupei, mas se vierem eu saio — promete.
Jair Viera vive em Atafona desde que nasceu, e guarda fotos sobre a cidade nos anos 1960. A ideia é criar um acervo.
— Antes, se via a divisão entre o mar e o rio. Hoje, o rio não tem mais força. Foram 15 ruas e 450 casas destruídas, aproximadamente — estima. — Só sinto tristeza quando olho o Pontal. Antigamente, era lotado, tinha palmeiras, pescadores, crianças e agora é isso aí. Atafona vai ficando só na lembrança.
LEMBRANÇAS DA ILHA
Imagem relacionadaOs moradores temem que Atafona se transforme numa nova Ilha da Convivência. O lugar fica a 850 metros do pontal e era residência de pescadores — já chegou a reunir 400 famílias, mesmo com a água potável chegando em barcos, e sem luz elétrica. Hoje, o panorama é diferente. Quem visita o local não vê nada além de uma faixa de areia.
Mas, aos olhos de quem a conheceu, a Convivência “deixou saudade”, conforme conta Benedito Pedra, ex-morador da ilha.
— Nasci lá. Era o lugar da gente. Me casei e criei meus filhos.
O geógrafo Alex Ramos relata que era comum na ilha a prática do escambo entre os moradores. Devido à erosão marinha, hoje a Convivência possui apenas 15% da área original. A última moradora foi Belita Pedra, já falecida. Ela ajudava a manter a ilha e dizia que só iria embora quando a Convivência acabasse ou ela morresse.
Com saudades da ilha e de seus amigos que hoje moram distribuídos em Atafona, São João da Barra e Grussaí, Benedito resume o que sente.
— Éramos uma grande família, todo mundo se conhecia, se ajudava. Hoje não sei onde as pessoas moram. O mar levou parte da Convivência quando separou a gente.


Leia mais: http://oglobo.globo.com/oglobo-21252139#ixzz4fRXILEXk

Homem flagra namorada dormindo com outro, tira selfie e viraliza nas redes

A selfie de Duston Holloway viralizou nas redes sociaisQuando o americano Duston Holloway, de 23 anos, chegou em casa e flagrou a namorada dormindo ao lado de outro homem, aproveitou para tratar a situação com humor. O jovem tirou uma selfie sorrindo para a câmera, enquanto os outros dois aparecem em sono profundo em segundo plano.A imagem foi excluída do perfil do rapaz, mas viralizarou nas redes sociais e, desde o último fim de semana, Duston recebeu mensagens de diversos internautas de outros países, parabenizando-o pela forma como ele abordou o flagra.
"Quando você chega em casa e encontra outro homem na sua cama com a pessoa que você amava! Bons homens merecem boas mulheres", escreveu em seu perfil do Facebook.
Duston respondeu uma das mensagens que recebeu na rede social dizendo que sua primeira vontade era de agredir o homem que estava em sua cama, mas preferiu registrar o fato e não se estressar, levando a situação com bom humor.
"Enviando amor da Suécia", escreveu uma internauta. "Vi sua história na imprensa de Taiwan", disse outra. Além desses, Duston recebeu mensagens da Bélgica, da Turquia, da Tunísia, da Austrália e da África do Sul, entre muitos outros países.
"Pessoas de todo o mundo demonstraram amor!", escreveu Duston nesta segunda-feira, compartilhando várias das mensagens recebidas.


Leia mais: http://extra.globo.com/noticias/mundo/homem-flagra-namorada-dormindo-com-outro-tira-selfie-viraliza-nas-redes-21257229.html#ixzz4fRWnOoRI

LANA LAHAM, um colírio para os olhos

Lana Laham se firma na carreira de modeloResultado de imagem para lana lahamResultado de imagem para lana laham

Trabalhadores dos Correios entram em greve por tempo indeterminado

Resultado de imagem para greve correiosOs trabalhadores dos Correios entram hoje (26), às 22h, em greve por tempo indeterminado. A possibilidade de privatização e demissões, o fechamento de agências e o “desmonte fiscal” da empresa, com diminuição do lucro devido a repasses ao governo e patrocínios, são os principais motivos para a mobilização, diz a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect).
A estatal afirma que teve prejuízos de R$ 2,1 bilhões em 2015 e de R$ 2 bilhões no ano passado. Em dezembro do ano passado, foi anunciado um plano de demissão voluntária e o fechamento de agências para reduzir os gastos. Já a Federação alega que a receita tem crescido.
“O que tem acontecido é um plano de desmonte próprio da empresa, atacando a própria qualidade e universalização do serviço. Faz parte de um projeto privado com interesse de entrar no mercado”, disse a secretária de Imprensa da Fentect, Suzy Cristiny.
Segundo a Fentect, a privatização colocaria em risco o direito da população aos serviços dos Correios, já que a empresa tem fechado agências em cidades menos lucrativas. “Mais de 200 agências estão sendo fechadas por todo o Brasil. Com isso, muitos moradores do interior e das periferias vão ficar sem o atendimento bancário e postal dos Correios do Brasil”, informou a federação.
O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, tem dito que é contra privatizar os Correios, mas que a empresa terá que fazer “cortes radicais” de gastos para evitar a privatização, já que o governo não socorrerá a empresa financeiramente.
CRÍTICAS DOS GREVISTAS
Além do fortalecimento de franqueados e o fechamento de agências próprias, o que, na opinião da federação, “esvazia os negócios da empresa para a iniciativa privada”, a Fentect critica os repasses da empresa ao governo federal acima do valor estabelecido. “Nos últimos anos, os Correios repassaram para o governo federal R$ 6 bilhões e, desse montante, R$ 3,9 bilhões foram acima do valor estabelecido legalmente, prejudicando as reservas financeiras e investimentos necessários para a modernização da empresa”, informou.
A entidade cita ainda o distrato de R$ 2,3 bilhões do Banco Postal com o Banco do Brasil e a destinação de R$ 300 milhões em patrocínios nas Olimpíadas e pede uma auditoria na contabilidade da empresa.
Os sindicatos de todo o país se reúnem hoje (26) para referendar a manifestação sobre a greve. As entidades e a empresa já promoveram mesas de negociação, mas, segundo a secretária, não houve avanços. Ela disse ainda que os trabalhadores dos Correios se unirão às manifestações marcadas para a próxima sexta-feira (28) contra as reformas trabalhista e da Previdência.
OUTRO LADO
Além da mobilização pelo fortalecimento institucional dos Correios e universalização dos serviços, os trabalhadores reivindicam melhorias nas condições de trabalho, a contratação de novos funcionários, mais segurança nas agências, o retorno da entrega diária e o fim da suspensão de férias.
Em nota, a empresa informou que, caso o movimento grevista seja deflagrado, os Correios adotarão as medidas necessárias para garantir a continuidade de todos os serviços. “Uma paralisação dos empregados neste momento delicado pelo qual passa a empresa é um ato de irresponsabilidade, uma vez que a direção está e sempre esteve aberta ao diálogo com as representações dos trabalhadores”, informou. Os Correios não se manifestaram sobre as reivindicações dos trabalhadores.


Leia mais: http://oglobo.globo.com/oglobo-21260527#ixzz4fRVOHlmv

Aos 47 anos, Luciana Gimenez posa nua com o corpo coberto apenas por um lençol

Luciana Gimenez posa sexy aos 47 anos Foto: danilo borges/ absolutmag.com.br/ divulgação
Luciana Gimenez mostra sua boa forma, aos 47 anos. Mãe de dois filhos, a apresentadora confessa seu receio em parecer vulgar nas fotos mais sensuais: “Sempre faço cara sexy, mas quando a foto é nua, pode ficar vulgar. Aí, tento ficar séria”, diz Luciana, que abriu um sorrisão ao posar nua só com um lençol para a revista “AbsolutMag”.
Luciana Gimenez posa sexy aos 47 anos
Luciana Gimenez posa sexy aos 47 anos Foto: danilo borges/ absolutmag.com.br/ divulgação
Luciana Gimenez, que trabalhou como modelo antes de entrar para a TV, já foi alvo de críticas nas redes sociais por conta da magreza. Com 1, 81m de altura e 58 quilos, a apresentadora se diz feliz com o corpo.


Leia mais: http://extra.globo.com/famosos/ensaio-sensual/aos-47-anos-luciana-gimenez-posa-nua-com-corpo-coberto-apenas-por-um-lencol-21262140.html#ixzz4fRUy5ilL

Rio: Médica baleada na Maré relata pânico: 'Pedi que não me matassem'

Resultado de imagem para Klayne Moura Teixeira de SouzaA médica Klayne Moura Teixeira de Souza, de 28 anos, baleada na manhã desta quarta-feira no Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio, depois de entrar por engano na comunidade após ser guiada pelo aplicativo Google Maps, disse que ficou "apavorada" ao ver os traficantes armados na entrada da favela. Em entrevista ao EXTRA, Klayne afirmou que os próprios traficantes a socorreram e que ela pediu para não ser morta.
- Eu fiquei com medo, fiquei apavorada. Pedi muito para que não me matassem. Eram muitos homens armados. Muitos mesmo. Eu me assustei quando os vi e acelerei. Meu carro foi atingido por muitos disparos. Foi quando vi um homem batendo na janela do meu carro e pedindo para abaixar o vidro. Fiquei com medo e não abaixei. Quando saí, já estava baleada. Ele viu que eu era mulher e disse que não ia fazer nada comigo. Eu me identifiquei como médica e eles disseram que precisavam me tirar dali porque a facção rival poderia me encontrar e me matar. Me levaram de moto para a ONG onde me ajudaram. Os funcionários da ONG foram maravilhosos comigo - disse Klayne.
Resultado de imagem para Klayne Moura Teixeira de SouzaA médica foi baleada no ombro e levada para o hospital Miguel Couto, mas já recebeu alta e está em casa. Os pais de Klayne permanecem em Brejo Santo, no Ceará, na região do Cariri, de onde a médica é. Ela está no Rio há 2 anos. Um dos irmãos de Klayne, que mora em Juiz de Fora, veio para o Rio para ficar com a irmã.
Klayne explicou que estava indo ao Detran, no Centro do Rio, para fazer uma transferência de documentos do carro e que se perdeu já na Avenida Francisco Bicalho, já no Centro. O aplicativo, então, alterou a rota. A médica entrou por engano na comunidade Nova Holanda.
- Eu não conheço o Centro do Rio direito e me perdi. Não sei nem dizer direito onde foi. Sei que o aplicativo marcava que faltava pouco para chegar e, de repente, alterou para 21 minutos. O retorno mais perto que ele me dava era nesse local - disse.
Registro do Conselho Regional de Medicina de Klayne Moura
Registro do Conselho Regional de Medicina de Klayne Moura Foto: Reprodução CRM
Klayne disse que ainda não sabe quando falará com a polícia e que está se recuperando.
Resultado de imagem para Klayne Moura- Ainda não sei quando vou falar com eles. Sei que meu carro já foi levado para um lugar conhecido, apenas. Estou ainda sobre o efeito dos remédios, mas vou melhorar. Estou completamente fora de perigo - disse.
Resultado de imagem para Klayne MouraO pai de Klayne, Francisco Moura, disse que está aliviado em ver a filha bem.
- Fiquei aliviado quando vi que foi sem gravidade - disse o pai.
Segundo a Polícia Civil, o carro de Klayne será periciado ainda nesta quarta-feira. O veículo é um Honda Civic, de 2012, e tinha película escura nos vidros. De acordo com o delegado Wellington Vieira, da 21º DP (Bonsucesso), Klayne dirigia sozinha guiada pelo aplicativo 'Google Maps' quando, por volta das 11h, se deparou com um grupo de traficantes armados. A médica entrou na comunidade Nova Holanda por engano e acabou atingida.
— Ela entrou na comunidade e viu os traficantes que estavam na entrada, com armas de fogo, e acelerou. Os traficantes, então, atiraram. O carro onde ela estava tem diversas marcas de disparos. Ela foi atingida no ombro e socorrida por integrantes de um ONG (Organização Não-Governamental) que atua na comunidade — disse o delegado Wellington Vieira, titular da 21ªDP (Bonsucesso).
Ainda de acordo com o delegado, o carro da médica ainda será periciado. Klayne deve ser ouvida nesta quinta ou na sexta-feira.
- Vamos aguardar ela se reestabelecer dos curativos - disse.
Em nota, a ONG 'Luta pela Paz', informou que Klayne foi levada ao Hospital Miguel Couto, na Gávea, pelos funcionários do local.
"Uma médica cearense baleada no ombro foi encaminhada, pela proximidade, para sede da Associação Luta pela Paz, localizada na Nova Holanda, no Complexo da Maré. A equipe, utilizando veículo próprio, removeu a médica e, a caminho do hospital, entrou em contato com os bombeiros'. O EXTRA procurou o 'Google Maps' para comentar o ocorrido. A empresa informou que está verificando a informação.


Leia mais: http://extra.globo.com/casos-de-policia/medica-baleada-na-mare-relata-panico-pedi-que-nao-me-matassem-21260855.html#ixzz4fRU1l9Av

Colírio: Julia van Os

Resultado de imagem para Julia van OsResultado de imagem para Julia van OsResultado de imagem para Julia van Os nudeResultado de imagem para Julia van OsResultado de imagem para Julia van OsResultado de imagem para Julia van Os Resultado de imagem para Julia van Os

Vivian Amorim ostenta boa forma em foto com biquíni decotado

Rio - A vice-campeã do 'BBB 17', Vivian Amorim, ostentou boa forma ao posar de biquíni para uma foto compartilhada em suas redes sociais. A advogada se divertiu com amigos em um parque aquático em Fortaleza, no Ceará. 
Ex-BBB exibiu corpão em biquíni decotadoReprodução Instragram
Apesar de não ter se sagrado campeã do Big Brother Brasil, a sister teve uma recepção acalorada em Manaus, sua cidade natal. Centenas de pessoas foram recebe-la no aeroporto, onde a advogada atendeu os fãs durante quase três horas. 
Recentemente, a sister confirmou que está em um relacionamento com Manoel, seu romance dentro da casa do 'BBB 17'. 
Legenda curtiu parque aquático no CearáReprodução Instagram

Que vergonha...: Três policiais civis são presos por extorsão em Niterói

Segundo a 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (CRP) de Niterói, os acusados chegaram a ‘plantar’ flagrantes para tentar extorquir R$ 40 mil de três empresários do município

Resultado de imagem para policial bandidoRio - Três de cinco policiais civis acusados de extorsão foram capturados ontem. Um deles já estava na cadeia desde 2015 por causa de outro caso de extorsão e o outro está foragido. Segundo a 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (CRP) de Niterói, os acusados chegaram a ‘plantar’ flagrantes para tentar extorquir R$ 40 mil de três empresários do município.
Na época do crime, em 2010, eles eram lotados na 77ª DP (Icaraí) onde foram acusados de prender as vítimas, alegando que vendiam anabolizantes em farmácias e academias.
“Apesar de eles exigirem quase R$ 40 mil, os empresários relataram que pagaram R$ 3,5 mil e foram liberados”, afirmou o delegado José Paulo Pires, corregedor assistente da 1ª CRP. Os cinco tiveram mandados de prisão preventiva expedidos pela Justiça por extorsão, associação criminosa e coação.
Anderson Pinheiro Rios, o Jesus, foi preso em 2015, quando trabalhava na Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) também por extorsão a empresários. Mesmo condenado a 76 anos e oito meses de prisão, ele ainda faz parte dos quadros da Polícia Civil.
Os outros três presos são Cláudio Gomes Arruda, lotado na 17ª DP (São Cristóvão); Rodrigo Lopes Ribeiro, da 73ª DP (Neves), e Webster Barreto da Silva. Eles se entregaram na Corregedoria da Polícia Civil. Bruno Abreu Gondim, também lotado na 17ª DP, está foragido. A investigação, que começou há cinco meses, ainda não está concluída.